segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Um brunch com o Goldman

Domingão, 2ºC lá fora e a gente no ponto de ônibus... Sim, esse frio todo e nós na rua. Marcamos de tomar um brunch com o Goldman. Ele sugeriu que fôssemos ao Chez Cora, e como a gente não conhece quase nada aqui mesmo, aceitamos na hora. E foi ótimo!

Nos encontramos com ele por volta das 10h30 no shopping Galeries de Hull e dali seguimos caminhando. O Chez Cora ficava do outro lado da rua, bem na esquina. É um local especializado em "café da manhã reforçado", para quem não sabe o que é brunch. Tudo o que escolhemos estava delicioso; um pouco mais caro do que costumamos pagar por nosso café-da-manhã diário, mas era um domingo e a companhia valia a pena.

Para quem ainda não conhece, o Goldman também é de Brasília. Está aqui há um ano e sempre pronto para ajudar e dar boas dicas a todos. Nos conhecemos em um dos encontros do grupo Brasília@Canadá, promovidos por um casal amigo nosso, Alexandre e Valéria, quando da primeira visita de Goldman ao Brasil.

Valeu, Goldman! Adoramos a companhia, as dicas e o café-da-manhã! Vamos marcar outros!

Abraços! Paulo e Lu

2 comentários:

Dalle disse...

Vamos ver se dessa vez eu aprendi, porque desde a 1ª postagem de voces aí que eu tento mas meu comentario nunca vai. (lú Cê sabe meu problema né?!
Parabens pela morada, que Deus continue abençoando voces. Aproposito quando eu for aí, me levem para tomar esse tal de brunch, o que café da manhã que temos aqui, no restaurante nordestino grande sertão só faz a gente ficar é com um buchão.
Lu e paulo estou com muitas saudades...
Nunca se esqueçam que Deus existe, e que ele olha sempre para voces como um pai amoroso que só quer o melhor para seus filhos.

Amo voces!
Beijos ........

Raquel disse...

É galera do gelo...enquanto vocês estão aí virando nugget congelado Sadia, nós estamos aqui derretendo de calor e virando frango assado de padaria. Aqui tá um calor dos infa hiper mega super ninja, e deve ser culpa daquele tal de El Ninõ, que só pode ser argentino, né?!
...então pense...aqui no calabouço onde trabalho, só tá faltando a toalhinha de sauna e o cheirinho de eucalipto. Beijoquitas chiquititas.
Estou com muitas saudades de ligar pra vocês no meio da tarde pra só falar bobagens...amo vocês. Raquel.