quinta-feira, 6 de março de 2008

Fim do inverno???

Olá pessoal,
tem tempo que eu não escrevo por aqui, as últimas postagem foram todas escritas pela Lu.

Dia 21 de março se aproxima e com isso a Primavera também. Ufa!! Sinal que o inverno está acabando; será que é verdade?? Ontem eu li no jornal (sim, eu não perdi o velho hábito, ainda mais que todo os dias a professora leva para a sala de aula a edição do dia... também é verdade que ainda não consigo entender tudo, mas vale o treino!) que o inverno e toda essa neve não devem acabar com a chegada da Primavera, que pena!!! E sobre esse nosso primeiro inverno têm dois pontos históricos que valem a pena ser comentados: o primeiro é que esse inverno não foi muito rigoroso com relação à temperatura. Segundo nossa monitora, os índices não ficaram abaixo de -20°C por muitos dias seguidos, como é o habitual. Mas isso não quer dizer que a temperatura não tenha caído bastante de vez em quando...


Ainda bem que não ficam muitos dias com essa temperatura. Pois, quando está assim é ruim para fazer qualquer coisa...

A outra observação é que esse inverno está sendo considerado o segundo maior em acúmulo de neve na região de Outaouais. Desde que começou o inverno, em novembro, a neve acumulada por aqui já passou dos 3 metros e meio de altura. Só no dia de ontem nevaram 31 centímetros... Vejam o resultado disso:



École Saint-Paul, saída lateral

Olha só como ficou a calçada na entrada da escola da Carol









video

Isso tudo sem contar com a terrível e tão temida Freezin Rain, que tem aparecido de vez em quando também. Segunda-feira passada, por exemplo, a cidade inteira amanheceu como um grande ringue de patinação, um horror! Carolina caiu já na porta de casa, e eu e a Lu quase fomos ao chão umas três vezes, durante o percurso casa-ÉcoleSaintPaul-CEGEP. E o pior de tudo é que a freqüência disso deve aumentar daqui pra frente, pois a temperatura vai subir aos poucos, derretendo a neve e ocasionando o "recongelamento" ao cair da noite... C'est la vie!

É isso aí pessoal!
Até mais.
Paulo